Bares chiques: seis balcões de luxo da noite portenha

Todo mundo fala que tudo volta. E os melhores coquetéis portenhos, por sorte, também. Com uma tradição de mais de cem anos, ultimamente uma nova era dourada tem começado.

LEIA MAIS

Bares chiques: seis balcões de luxo da noite portenha

11 de Novembro

SHARE:

Todo mundo fala que tudo volta. E os melhores coquetéis portenhos, por sorte, também. Com uma tradição de mais de cem anos, ultimamente uma nova era dourada tem começado.

Quase todos os meses abre um novo bar que precisa ser conhecido. Os barmans, como os chefs, têm se tornado celebridades e lançam seus próprios produtos e destilados ou criam seus bitters. E também há um novo público de bares cada vez mais exigente e aberto a experimentar drinques de autor ou os clássicos que nunca deixam de estar na moda –como o Negroni, o Americano ou o Martini. Como o panorama coqueteleiro está mais agitado do que nunca e a gente pode ficar tonta antes de começar a beber o primeiro drinque, trazemos para você uma lista de propostas que se encontram entre as melhores da cidade. Seis balcões de luxo que vale a pena conhecer:


FLORERÍA ATLÁNTICO

Desde sua inauguração, em 2013, consolidou-se como um dos bares na moda. Criado pelo famigerado barman Renato (Tato) Giovanonniz, ele se localiza debaixo de uma floricultura –daí o nome– em uma das zonas mais bonitas da cidade, cheia de hotéis, barzinhos e galerias de arte. Da estética e do cardápio, o bar Florería Atlántico procura resgatar o espírito imigrante de Buenos Aires, com drinques ao estilo francês, italiano, espanhol ou polonês. Uma dica: a comida é tão boa quanto os drinques (se você for acompanhado, recomendamos-lhe o peixe na grelha para dois).

QUE DRINQUE PEDIR: MITAZ BLOODY MITAZ GAZPACHO

ENDEREÇO: ARROYO, 872, RETIRO

Image title
Renato (Tato) Giovanonni


VICTORIA BROWN

A olhos vistas não se enxerga. É que Victoria Brown, bar de Buenos Aires que gosta da estética steampunk, fica oculto por trás de uma falsa parede de tijolos que o separa da confeitaria que funciona na frente. Nem bem a gente atravessa esse muro, a magia começa. Um grande balcão de mais de 9 metros e meio, comandado por Ezequiel Rodríguez, é o coração de um espaço que privilegia o ferro, a madeira e as cores acobreadas. Envolvido por esse clima, você não pode deixar de pedir um drinque clássico, como o Old Cuban ou o Manhattan, ou algum outro do cardápio dos drinques envelhecidos e defumados. Eles trabalham com bebidas Premium, bitters e maceradas caseiras.

QUE DRINQUE PEDIR: RUM FASHIONED

ENDEREÇO: COSTA RICA, 4827, PALERMO




HARRISON

Um halo de mistério deliberado rodeia este speakesasky portenho, o mais purista em seu estilo. O endereço não é revelado –no seu Facebook apenas diz “somewhere in Buenos Aires”– e também não dão indicações pelo telefone. Só pode entrar em Harrison quem conhece alguém ou quem vai comer no Nicky (Malabia, 1764, Palermo), o restaurante de sushi que fica na frente do bar. Mas também é preciso que o guarda da porta goste de você. É a única forma. Se você consegue entrar, as portas que vão se abrindo até chegar ao bar indicam o início de uma aventura que acaba em um balcão ao estilo dos anos ´20, com cristais e móveis antigos e as bebidas e os drinques mais procurados.

QUE DRINQUE PEDIR: BONNIE ROSE


PONY LINE

Os bares de hotel costumam ser muito sérios e formais. O Pony Line, localizado no Four Seasons –mas com entrada independente– é bem diferente. Chique, descontraído e com alta rotação de público (as quartas-feiras são os dias mais movimentados), este bar se identifica com o ambiente do pólo e dos cavalos (como um detalhe simpático, o cardápio tem forma de rebenque). Se você for acompanhado, poderá escolher a intimidade dos reservados, porém, se for sozinho ou sozinha, poderá sentar no balcão e pedir para o barman lhe preparar algum drinque clássico ou, por que não, o trio de coquetéis-tererê que se bebem com bomba de chimarrão. Não perca!

QUE DRINQUE PEDIR: UM BRAZILIAN MAI TAI

ENDEREÇO: POSADAS, 1086, BAIRRO NORTE

Image title
Pony Line


BASA

Irmão mais novo do Grande Bar Danzón –outro dos grandes refúgios etílicos da cidade–, o BASA abriu suas portas no ano 2013 com uma proposta coqueteleira ambiciosa e tentadora (também as refeições são gostosas, uma recomendação: scotch eggs). O balcão é lindo e confortável, bom para ficar bastante tempo, vendo como trabalha Ludovico De Biaggi, um dos barmans mais talentosos da cena local. Visualmente, os drinques são tão estéticos que você vai querer tirar uma foto e compartilhá-la logo nas redes sociais. Um drinque que não pode deixar de pedir: o pisco punch a l´argentine com pisco Vargas, Bacardi envelhecido, hesperidina, abacaxi, laranja e calda.

QUE DRINQUE PEDIR: O PISCO PUNCH OU TE QUIERO TANTO, UM DRINQUE LEVE E FÁCIL COM BASE DE TANQUERAY.

ENDEREÇO: BASAVILBASO, 1328, RETIRO




DOPPELGANGER

Este bar fica quase na ponta da cidade de Buenos Aires (no bairro de San Telmo, quase Barracas), porém, seu magnífico balcão e seu ambiente fazem com que a viagem valha a pena. Localizado em uma esquina e decorado ao estilo dos bares do pós-guerra de Paris ou Berlim dos anos ´20 ou ´30, o Doppel mantém uma política ortodoxa: não há cerveja, nem vinho, nem refrigerantes, só um comprido cardápio com quase 100 coquetéis –a especialidade são os Martinis– que são servidos em copos de fino cristal de Boêmia. Uma viagem para outros tempos.

QUE DRINQUE PEDIR: CYNARAZO

ENDEREÇO: JUAN DE GARAY, 500 (ESQUINA BOLÍVAR), SAN TELMO


BY CECILIA BOULLOSA

SHARE:

TAMBÉM LHE SUGERIMOS QUE LEIA ESSES ARTIGOS:


O que está acontecendo em #buenosaires